O Município

Dados do município

Dados do município/localização

Fundação: 29/07/1846
Emancipação Política: 29 DE JULHO
Gentílico: CANINDEENSE
Unidade Federatíva: CEARÁ
Mesoregião: NORTE CEARENSE
Microregião: MICRORREGIÃO DE CANINDÉ
Distância para a capital: 110,00

Dados de características geográficas

Área: 3.218,48
População estimada: 78049
Densidade: 23,14
Altitude: 148
Clima: SEMI-ÁRIDO
Fuso Horário: UTC-3
A palavra Canindé vem do tupi-guarani kanindé, e tem várias significações:

a tribo de índios missionados e que, primitivamente, habitam as margens dos rios Banabuiú e Quixeramobim;
uma grande tribo de Tarairiús, que vivia na região central do Ceará pelo sertões de Quixadá, Canindé e Alto Banabuiú (Quixeramobim);
segundo Paulino Nogueira: uma espécie de arara de plumagem amarela, chamada guacamaio, ou um psitacídeo (arararaúna).
Sua denominação original era São Francisco das Chagas de Canindé e, desde 1914, Canindé.[6]
Em 1817 Canindé se tornou um distrito ainda com o antigo nome São Francisco das Chagas de Canindé. Em 1846 São Francisco das Chagas de Canindé tornou-se uma vila, sendo desmembrado uma parte de Fortaleza e outra deQuixeramobim.

Em 1911, o primeiro distrito: Caridade. Em 1914 São Francisco das Chagas de Canindé foi elevado à categoria de cidade com o nome Canindé, e no mesmo ano são criados 3 distritos: Caiçarinha, Jatobá e São Gonçalo, mas Caridade foi rebaixada para povoado.

Em 1918 é criado o distrito de Santana e em 1931 mais 2 distritos: Belém do Machado e Campos Belos. Em 1933 mais distritos: Campos, Caridade (foi elevada novamente a distrito) e General Sampaio.

Em 1935 o distrito Campos mudou o nome para Ipueiras dos Targinos. Em 1936 Belém do Machado muda o nome para Belém. Em 1938 o distrito Belém foi anexado ao município de Quixeramobim, e o distrito Santana mudou o nome para Saldanha, e Ipueiras dos Targinos reduziu o nome para Targinos. Em 1943 o distrito Campos Belos mudou o nome para Ubiraçu, e Saldanha mudou o nome para Paramoti.

Em 1950 é criado o distrito Inhuporanga. Em 1951 é criado o distrito de Bonito. Em 1953 é criado o distrito de Esperança. Em 1957 Paramoti se emancipa de Canindé. Em 1958 Caridade se emancipa de Canindé e anexa o distrito Inhuporanga. Em 1964 são criados os distritos de Ipueiras dos Gomes e Monte Alegre. Em 1992 são criados os distritos de Capitão Pedro Sampaio e Iguaçu. Em 2005 Salitre se torna distrito de Canindé figurando no lugar de Ubiraçu.

HISTÓRIA
A região das nascentes as margens do rio Curu e seus afluentes, bem como os afluentes do rio Choró, era habitada por índios de origem Tapuia: Jenipapos-canindés, Kanyndés.[8] A partir do século XVII, os portugueses começaram a ocupar estas terras, via o sistema de sesmarias, para a criação de gado e a lavoura no ciclo econômico de carne de sol e charque.

Em 1775, o sargento-mor português Francisco Xavier de Medeiros, estabeleceu-se às margens do rio Canindé e, logo depois, iniciou a construção de uma capela em honra a São Francisco das Chagas, que é o marco histórico e religioso de Canindé. A construção do templo atual foi encarregada ao arquiteto italiano Antonio Mazzini.

Destacam-se também, os magníficos afrescos do pintor, também italiano, George Kau.

Esta capela ficou pronta em 1796, depois de disputas jurídicas e paralisações devido a Seca dos três setes (1777) e também a seca de 1793. A primeira imagem de São Francisco, que veio de Portugal, é mais conhecida como São Francisquinho.

Em 1818, o povoado de Canindé havia sido elevado à categoria de vila, quando também foi demarcado seu território às margens do rio que nomeou o lugar. Sua Fundação foi no dia 29 de julho de 1846.
O principal evento cultural é a festa do padroeiro: São Francisco das Chagas, popularmente conhecida como a Romaria de Canindé. Uma das festas religiosas mais antigas do estado do Ceará[14].

Um grande evento religioso na qual Canindé recebe todos os anos cerca de 2,5 milhões de romeiros franciscanos de todo o país, sendo a cidade com a maior romaria franciscana da América Latina.

Ainda hoje é conduzida solenemente a grande imagem de São Francisco, conhecida como São Francisquinho, na tradicional procissão do dia 4 de outubro, durante a Festa de São Francisco das Chagas.

A cidade possui também a maior estátua de São Francisco de Assis do mundo, que mede 30,25 m de altura.

É conhecida por sua tradição na lida do homem com o gado, especialmente dos vaqueiros. Tendo 4 de seus filhos reconhecidos como mestres da cultura tradicional popular do Ceará: Mestra Dina (vaqueira-aboiadora), Mestra Odete Uchôa (ervas medicinais), Mestre Getúlio Colares (sineiro) e Mestre Bibi (escultor).
A administração municipal localiza-se na sede, Canindé.[12] O poder executivo municipal é comandado pela Prefeita Rozario Ximenes, eleita em 2016. O poder legislativo do município, foi instalada inicialmente em 21 de junho de 1847, contendo 15 vereadores.

Sem informações até o momento

Padroniza a pintura de prédios públicos, praças e logradouros públicos usados pela administração pública municipal

O Presidente da Câmara Municipal de Canindé, Sr. Francisco Valdemar Anastácio Filho, no uso de suas atribuições conferidas pelo 70, do Art. 66, da Constituição Federal, inciso IV do Ar'. 85 e 80, do Art. 1()5, da Lei Orgânica do Município, combinados com o inciso VIII, l", do Art. 21 e 20, do Art. 280, do Regimento Interno, promulga e sanciona tacitamente a seguinte Lei:
LEI N" 2.278, DE 12 DE JANEIRO DE 2015.
EMENTA: Padroniza a pintura de prédios públicos, praças e logradouros públicos usados pela administração pública municipal, nas cores da bandeira do município, e dá outras providencias.
Art. 10 - Fica Autorizado um padrão de pintura em todos os prédios públicos ou privados, novos ou não, pontes, praças e logradouros públicos usados pelas unidades de saúde, creches, escolas e outros órgãos da administração pública municipal.
- A padronização que trata o artigo acima utilizará as cores da Bandeira do Município (verde, amarelo, azul, branco e marrom), não podendo ser aproveitado nenhuma outra cor, mesmo estando esta no Brasão de Armas ou Escudo do Município.
20 - O padrão com cores da Bandeira do Município valerá tanto para parte interna quanto externa.
30 - Sobre prédios privados, a Lei atingirá somente os que forem alugados pela Gestão Municipal.
Art. 2" - A padronização de cores se aplica aos logradouros públicos, prédios novos construídos, os reformados e os que receberão pintura nova do Governo Municipal.
Art. 30 - A padronização com cores da Bandeira do Município será ainda aproveitada em qualquer tipo de material a ser confeccionado com recursos do Município.
Parágrafo Único — Em casos de doações caberá 0 Município orientar sobre os critérios legais.
Art. 40 - Esta Lei entra em vigor na data de sua publicação.
Sala da Presidência da Câmara Municipal de Canindé, aos 12 de Janeiro de 2015.

Francisco Valdemar Anastácio Filho
Presidente
Origindrio do Projeto de Lei n" 011/2014, dc 04 de Agosto de 2014, de autoria da Vereadora Karlinda Coelho.

HINO

Hino do município de Canindé
Letra por Manoel Messias
Melodia por Maestro J. Ratinho

Canindé o teu nome é uma prece,
Pois um dia Rui Barbosa te exaltou,
E, como Assis, foste escolhida,
Por aquele a quem Jesus mais confiou.

Canindé, Canindé nós te amamos
E te guardamos um lugar no coração
Quem vem a ti, jamais esquece
Santuário de fé e oração.

Do imenso Brasil, tão pequenina,
Xavier de Medeiros te floriu,
E te fez surgir numa campina,
Nesta várzea mais bonita do Brasil.

Na distância gravamos o sino,
Da Basílica do teu Santo protetor,
Não há sorte que faça esquecer-te
Terra santa de esperança e amor!


Brasão oficial

O Brasão tem a seguinte descrição heráldica: Escudo polônio com bordas verde bandeira e amarelo, com campo azul anil ao centro figurando o céu de Canindé, e, sobre o todo, a elipse central, com elementos internos distribuídos em quatro quadrantes, com a linha do horizonte no centro. O primeiro quadrante contém o sol em raios, na cor dourada, que representa o semiárido nordestino; o segundo, a arara Canindé; o terceiro, a carnaúba característica da vegetação da localidade; e o quarto, a basílica de Canindé; abaixo a terra na cor marrom e a “Estrada de Canindé”. No timbre: Uma fortaleza de construção antiga, cor cinza, com cinco merlões. No pé do Brasão um listel branco com a Criação da Vila de Canindé.

LEI NO 2.207/2013, DE 15 DE MARÇO DE 2013.

Ementa: Cria o Brasão de Armas do Município de Canindé e dá outras providências.

O PREFEITO MUNICIPAL DE CANINDÉ ESTADO DO CEARÁ.
Faço saber que a Câmara Municipal de Canindé, aprovou e eu sanciono e promulgo a presente Lei:
Art. 1° - Fica criado o Brasão de Armas do Município de Canindé. Estado do Ceará.
Art. 2º - O Brasão do Município de Canindé. Estado do Ceará terá as seguintes características:
Parágrafo Primeiro O Brasão de Armas de Canindé. Estado do Ceará, Brasil, terá a seguinte descrição heráldica: polónio com bordas verde bandeira e amarelo. COIII campo azul anil ao centro figurando o céu de Canindé. e, sobre o todo, a elipse central, com elementos internos distribuídos em quatro quadrantes, com a linha do horizonte no Centro. O primerio quadrante contém o sol raios, na cor dourada. que representa o semiárido nordestino: O segundo, a arara Canindé: o terceiro a carnaúba característica da nossa vegetação: e o quarto. a basílica de Canindé: abaixo a terra na cor marrom e a “Estrela de Canindé"
Parágrafo segundo no pé do Brasão, uma faixa (branca) com a legenda em letras pretas, “Canindé” e mais data “29 de julho de 1846” em referência a Criação da Vila Canindé.

Art. 3º - Esta lei entra em vigor na data de sua publicação.

PAÇO DA PREFEITURA MUNICIPAL DE CANINDÉ - CE
EM 15 DE MARÇO DL 2013.

FRANCISCO CELSO CRISOSTOMO SECUNDINO
Prefeito Municipal


Bandeira do município

A bandeira do município de Canindé consiste em um retângulo dividido horizontalmente em duas faixas de mesma largura, uma superior amarela e uma inferior verde. No centro está o brasão municipal.
As cores verde e amarela são as mesma das cores das bandeiras nacional e estadual.
Os elementos do brasão representam as principais atividades econômicas do município.
Um ramo de algodão, representando o seu principal produto agrícola. Um boi, representando a pecuária. A cabeça de Hermes, representa o comércio.
As mãos cruzadas representam Jesus, que foi crucificado, e São Francisco de Assis (com uma túnica marrom), que apresentava estigmas (chagas). Este símbolo representa a forte religiosidade presente no município, pois Canindé tem a segunda maior romaria dedicadas à São Francisco do mundo, atrás apenas de Assis (Itália), a cidade natal do santo.

NOTÍCIAS

#Município | 30 DE JULHO DE 2021

Todos os anos, no dia 29 de julho, a Prefeitura Municipal de Canindé, concede a *Medalha Canindé* a pessoas e instituições que contribuem com o desenvolvimento do município. O Secretário de Ciência e tecnologia e Educação Superior no Cear [...]

#Município | 28 DE JULHO DE 2021

Na primeira live comemorativa aos 175 anos de emancipação política de Canindé, a Prefeitura apresentou projetos e ações nas áreas de Infraestrutura e Assistência Social.Inauguração do anexo administrativo da SMAS, Casa de Acolhimen [...]

#Gestão | 28 DE JULHO DE 2021

A segunda live comemorativa aos 175 anos de emancipação política, nesse dia 28/07, apresentou ações e projetos da Secretária de Saúde, junto com a Secretaria da Agricultura.Na oportunidade a Prefeitura de Canindé assinou a ordem de compras de 2 [...]

#Município | 27 DE JULHO DE 2021

E aí, gente!Hoje (27/7), é nossa primeira live Comemorativa de Aniversário para presentear aos canindeenses com novos equipamentos públicos, ordens de serviços e lançamento de projetos ligados às áreas de infraestrutura urbana e assistênc [...]

#AssistênciaSocial | 27 DE JULHO DE 2021

A Prefeitura de Canindé iniciou nessa manhã a programação de aniversário de 175 anos, entregando os anexos administrativos da Secretaria da Assistência Social e da Casa de Acolhimento.Logo mais às 19 hs (27/7), acontece a primeira live Comemorativa par [...]

Qual o seu nível de satisfação com essa página?


Muito insatisfeito

Um pouco insatisfeito

Neutro

Um pouco satisfeito

Muito satisfeito